Festa Carimbada!


foto: André Melo

Fim de ano é assim! Festa de cá, confraternização de lá... aí fiquei sabendo que alguns dos selos mais ativos da temporada estariam fazendo a sua festa de fim de ano juntas no Jai Club, na Vila Mariana, São Paulo. Mas, festa dos selos? O que isso realmente queria dizer.

André Whoong

A Rosa Flamingo era a produtora da cantora Tiê, e que virou selo, lançando gente bem boa no mercado. O primeiro disco que o ele lançou foi “1985” do cantor André Whoong, que olha só, foi o cara responsável por iniciar as apresentações musicais da noite. Ele não só apresentou músicas do “1985”, como também do seu segundo álbum, “Justo Agora”, de 2016. Começou seu show com suas canções mais novas sozinho no palco se revezando entre guitarra e sintetizador, até que resolveu chamar seus velhos amigos de banda, Ricardo Cifas para a bateria e Cauê Benetti no baixo, e tocaram algumas músicas mais antigas, o que foi deixando a festa com cara de festa mesmo!

FingerFingerrr

Aí foi a vez do arrasa quarteirão FingerFingerrr subir ao palco. Nem um corte na mão direita que o baixista/guitarrista/vocalista Flávio Juliano havia sofrido um dia antes do evento jogando basquete foi suficiente para comprometer a apresentação do Power Duo! Tanto Flávio quanto Ricardo Cifas (Batera/teclado) estavam mais uma vez inspiradíssimos. Microfone no meio da galera, câmera presa ao pedestal, o whisky na boca dos mais atirados, e a apresentação do single novo, “Rollz Royce” foram algumas das armas que acompanharam a avalanche já tradicional que é uma apresentação da dupla. Eles também estavam por lá representando o selo Rosa Flamingo.


Mundo Alto


A HBB mandou pra balada uma das bandas favoritas da casa, a sensacional Mundo Alto. Os caras tem um grande primeiro álbum lançado em 2015, “A Interminável Necessidade de Ser”, e ao que parece, esta foi a última apresentação da banda com base nesse disco, o que nos deixa com aquela ponta de esperança de que algo novo esteja por vir. Até por essa possível despedida de divulgação do álbum, Paulo (voz e guitarra), Alê (baixo e voz), Aline (teclado e voz) e Grillo (bateria) acertaram a mão, e fizeram um showzaço cheio de hits! Deixou aquela vontade de vê-los mais vezes. Apresentação forte do início ao fim!


Jonnata Doll & Os Garotos Solventes


E pra fechar a noite foi a vez da EAEO Records, que mandou o performático Jonnata Doll & Os Garotos Solventes para a noitada. Tá certo que era a maior banda da noite, mas mesmo se não fosse, o palco ficaria pequeno para o Jonnata, que dançava (ou se contorcia) no meio da pista também, enquanto a galera ia abrindo a roda para aumentar a área de ação do cantor e compositor cearense. O som é punk e Jonnata lembra um Iggy Pop enquanto se apresenta. E se apresenta com alma, às vezes cantando, às vezes berrando mesmo.


A noite foi devastadora! André Whoong foi o improviso que deu certo, FingerFingerrr a base sólida da noite, Mundo Alto o recheio doce e saboroso, e Jonnata Doll a cereja açucarada e cheia de calda do bolo. Rosa Flamingo, HBB e EAEO mandaram muito bem na escolha das bandas participantes, uma vez que elas foram se completando durante a noite. Balada das boas mesmo!




#AndréWhoong #FingerFingerrr #MundoAlto #JonnataDoll

sustenido: 

 

Rock e afins meio tom acima! Histórias, dicas, sugestões, informação sobre todas as vertentes desse ritmo que nos une.

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black RSS Icon
siga o sustenido: 
posts recentes: 
 procurar por tags: 
Nenhum tag.

© 2016 por sustenido. 

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Instagram B&W
  • White RSS Icon